Florações outono-inverno 2011

O fim do outono e início do inverno não nos dão apenas lindos dias de céu azul com poucas (ou nenhuma) nuvens, como também é a época de floração de muitas árvores. Em Sampa destacam-se as espatódeas, patas-de-vaca, eritrinas e ipês, espécies das mais comuns na arborização urbana da nossa cidade. As espatódeas (Spathodea campanulata), também chamadas tulipas-africanas, são árvores exóticas originárias da África e muito comuns nas nossas calçadas, principalmente exemplares grandes plantados até a metade do século passado. Hoje em dia o plantio de mudas da espécie é raro, uma vez que não é adequada para passeios públicos, dada a espessura exagerada do tronco dos espécimes adultos e o comportamento invasivo das raízes (além, óbvio, de não serem nativas). Aqui em Sampa sua belíssima floração começa em maio e agora em agosto já é raro achar uma espatódea com flor. As patas-de-vaca, do gênero Bauhinia, são muito comuns na arborização urbana mais recente da cidade, sendo muito plantada ainda atualmente. O nome se dá pelo formato da folha, que parece uma pata de vaca, mas também a chamam de árvore-orquídea, dada a beleza de suas flores que se assemelham com as famosas epífitas. Em Sampa, a maioria das patas-de-vaca nas áreas verdes e passeios são de espécies exóticas, com apenas uma representante nativa (Bauhinia forficata), que produz flores brancas só a partir de outubro. Por enquanto, olhemos para a floração das exóticas mesmo, na maioria em tons de lilás, rosa e branco. Já os ipês são representados, aqui no Brasil, por dezenas de espécies de dois gêneros principais (Tabebuia e Handroanthus), muitas nativas também do estado de São Paulo. A ressalva é a grande presença de Tabebuia pentaphylla, um ipê-rosa exótico típico da América Central e bastante plantado por aqui (a rua que moro está cheia deles). Ele difere dos demais ipês por ter folhas maiores e por, normalmente, apresentar floração com presença de folhas (os nossos nativos geralmente perdem todas as folhas durante a floração).  Embora o tempo de floração de muitas espécies varie entre os indivíduos e entre os anos, consequência do clima e de outros fatores, as florações dos ipês são um espetáculo a parte e ocorrem entre o outono e o inverno. Os ipês-roxos estão espalhados pela cidade e repletos de flores, embora muitos já estejam “pelados”. Os ipês-amarelos também estão florindo e em breve estarão os ipês-brancos, mas já dá para ver alguns florindo. Por fim, as eritrinas, ou mulungus (Erythrina speciosa), são árvores de pequeno porte, com troncos tortuosos e espinhosos, originárias da nossa floresta pluvial atlântica, principalmente entre Espírito Santo e Paraná. Suas flores são lindíssimas e muito apreciadas pelas aves, por isso ideais para a nossa cidade. E é isso, agora é pegar a máquina, se posicionar embaixo de uma dessas árvores e fotografá-la com o céu azul de fundo para dar o contraste perfeito. Abaixo algumas fotos que tirei hoje com o celular mesmo, só para ilustrar.

Espatódea ainda com flores
Detalhe das flores da espatódea
Pata-de-vaca em rua do City Butantã
Pata-de-vaca na Av. Vital Brasil
Flor branca de pata-de-vaca
Ipê-roxo no Ibirapuera – Handroanthus heptaphylla
Outro ipê-roxo no Ibira
Um ipê-roxo em Moema, ilustrando o destaque da cor de suas flores na paisagem urbana
Ipê-amarelo
Eritrina na Alameda Santos
Eritrina entre o Trianon e o Masp

Anúncios
Esse post foi publicado em Arborização urbana, Árvores, árvores de são paulo, Floração, inverno, outono, São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Florações outono-inverno 2011

  1. Pra Sonhar disse:

    eeeeeeeeeeeeee \o/ adorei : ))

  2. Roger Bay disse:

    Nossa, que lindo Nel! To aprendendo um monteeeeee. Posta mais, posta mais!!!!! hehe.

  3. Noely disse:

    lindo Nel, quero mais…

  4. Suely disse:

    Parabens,Nel!A sua sensibilidade e conhecimento estao enriquecendo nossa vida e nos encantando!Voce e como as flores deixa seu perfume por onde passa,AMEI!!!!!Tia Su

  5. sua cara…. muito loco!!!!

  6. Roberta Rotta disse:

    Sweet Nenéu… Tô amando seus posts! O sol escaldante daqui faz com que as árvores sejam ainda mais valorizadas! Qdo comprei minha casa, a primeira providência foi plantar uma árvore na porta! Só não sei se é adequada… É um Oiti. O que vc acha? De qualquer forma, cuidamos dela com todo carinho e fazemos as podas corretamente (com orientação de um bom jardineiro). Bom…. Parabéns pelo blog…. saudades de ti…. Bj, Roberta.

    • Projeto Pincel disse:

      Robié, como fiquei feliz em saber que entrou aqui! Que bom que plantou uma árvore na sua calçada, eu particularmente acho a maioria das cidades do interior pouco arborizada, apesar do sol escaldante. Quanto ao oiti, se é o que estou pensando (Licania tomentosa), ele é natural do nordeste, mas muito plantado nas calçadas do oeste paulista. Em Araçatuba e Birigui tem bastante também. Enfim, não é a espécie ideal, mas é brasileira, seus frutos atraem aves e produz boa sombra. Só indicaria não ficar podando. Embora o oiti aguente bem as podas, isso é uma agressão e a árvore fica com um aspecto artificial e de gosto duvidoso. Bjos e saudades sweet

  7. giovanna disse:

    essas flores sao lindas

  8. Wilson albino pereira disse:

    Muito esclarecedor! Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s